A área de atuação de algumas indústrias e empresas exigem que elas se adequem a alguns padrões para produção. Entre eles, estão os pisos. São diferentes tipos e cada um deles pode ser utilizado de acordo com objetivo ou norma vigente para cada área.

Um ponto importante, e que não pode ser deixado de lado, é a boa execução da fundação e a preparação do solo. Essas medidas podem evitar muitas dores de cabeça e até mesmo o desnível do piso após a conclusão do projeto.

Para ajudar você a escolher qual é o melhor pavimento para o seu projeto industrial ou para a sua empresa, a SGS separou 5 tipos de pisos industriais e comerciais que podem ser utilizados em seu negócio. Confira!

 

  1. Piso de Tela Simples ou Dupla

Os pisos com Tela Simples são feitos com uma armação para conter a movimentação do concreto, aumentando a resistência à tração, do mesmo. A técnica é indicada para pisos que não precisam suportar muita carga.

Já os Pisos com Tela Dupla possuem duas armaduras na parte superior e inferior do pavimento, que auxiliam na parte estrutural no piso. A Tela Dupla é muito indicada para indústrias que precisaram lidar com alta demanda de carga.

 

  1. Piso Estaqueado

O Piso Estaqueado é indicado para terrenos de baixa resistência e que suportem bastante peso. Para terrenos com baixa resistência são recomendados alguns tipos de fundação específicos, conheça mais sobre fundações aqui. Na aplicação dessa técnica são construídas vigas, também chamadas de capitéis, para ajudar a suportar as cargas a que o piso será submetido.

http://lpe.tempsite.ws/blog/index.php/piso-estaqueado-laje-apoiada-em-bloco-solto/

Outro ponto é que a laje do Piso Estaqueado pode ser apoiada nas vigas através de blocos ou ser ligada diretamente com os capitéis. Se escolher blocos, lembre-se de escolher um maior do que a estaca e respeitar as medidas recomendadas para garantir que ao ocorrer impactos, o piso deslize sem apresentar danos estruturais. Este tipo de piso geralmente é utilizado em galpões logísticos como os centros de distribuição de supermercados.

  1. Piso Protendido

O Piso Protendido é realizado através de placas de concreto de até 120 metros sem a necessidade de juntas. Este tipo de piso consegue resistir a grandes esforços pontuais como os estoques verticais, onde as cargas aplicam força em determinados locais.

Além disso, o Piso Protendido tem como outras vantagens:

  • Reduzir o número de fissuras;
  • As tensões de tração provocadas pela flexão;
  • Menor altura do piso;
  • A quantidade de juntas de dilatação;
  • Menor número de manutenção do piso com o decorrer do tempo aliada a resistência do material .

Também pode ser utilizado em indústrias com a presença de equipamentos pesados, alto fluxo de carregamento de materiais. Atrelando o custo-benefício a manutenção, o Piso Protendido pode ser vantajoso, dependendo de sua utilização.

 

  1. Piso Estruturado com Fibras

Os Pisos Estruturados com Fibras conseguem substitui os que são estruturados com armaduras de aço, em várias ocasiões. As fibras auxiliam reforçando o piso, diminuindo a ocorrência de fissuras, e assim, proporcionando maior resistência a impactos e a fadiga.

Os pisos que utilizam essa técnica são mais rápidos para execução, pois dispensam a utilização de armação e as fibras podem ser misturadas no próprio concreto nos caminhões betoneiras.

Usar essa técnica permite agregar maior produtividade, mas alguns cuidados devem ser tomados como;

  • Verifique a qualidade e a reputação das marcas existentes no mercado;
  • Realize ensaios na obra ou em laboratórios antes de aplicar em toda a extensão do piso;
  • Cheque a reação do material;
  • Defina qual será o concreto mais adequado para a sua obra junto com as fibras.

Outro ponto que deve ser observado é o teor das fibras (kg/m³), quanto maior a quantidade de fibras mais alto será o teor do material e sua resistência. Ao aplicar fibras no pavimento recomenda-se que você se inform sobre os benefícios e também se o material pode ser utilizado na sua área de atuação.

 

  1. Piso com Revestimento em Uretano e Poliuretano

Utilizando-se de base algum dos tipos de pisos citados anteriormente decidimos também, apresentar um revestimento muito utilizado, principalmente, em ambientes comerciais e industriais.

Trata-se do Revestimento em Uretano, recomendado por especialistas da área da construção civil do Brasil e do mundo. Outro ponto interessante é que esse material pode ser tingido assumindo cores diferentes.
O Uretano ou Poliuretano surgiu em 1937 e foi amplamente usado para a fabricação de borrachas de goma e peças de aeronaves. Entre as principais características desse material está a flexibilidade, o brilho e durabilidade. Além disso, sua fácil aplicabilidade, custo e acabamento de qualidade possibilitam que os clientes incluam em seus projetos.

Para os locais comerciais e industriais essa solução tem sido aplicada, pois possui maior resistência a riscos, aranhões, impactos e a abrasão. Por essas características esse material é indicado para locais com grande fluxo de pessoas, veículos, cargas, laboratórios, hospitais e indústrias alimentícias. Um ponto onde se deve ter atenção, é que o Uretano, ao ficar exposto ao sol, pode sofrer modificação de cor, pois o material reage com os raios UV.

 

Agora que você já sabe quais são os tipos de pisos mais indicados para cada negócio, fale com uma empresa especialista. A SGS Construtora possui equipe altamente qualificado e está pronta para atendê-lo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *